#11 Café - Moinho manual de Café Comandante C40 Nitro Blade (LifeStyle)

#11 Moinho manual de Café Comandante C40 Nitro Blade




Há objectos que emanam personalidade própria!

Nas minhas muitas "viagens" (pesquisas) pelo mundo do café deparei com este moinho em madeira e vidro. O Comandante C40!

Há objectos que parecem ter "alma"! Os livros também pertencem a esse grupo de objectos. Criam desde cedo uma empatia e antecipam um prazer muito antes de o ter. Este moinho teve esse efeito em mim.

A sua construção cilíndrica, arejada, de linhas simples e contudo dotado de uma presença marcante.  No mesmo sentido, a forma como é apresentada a embalagem antecipa o cuidado que prevemos que a Comandante teve na construção do moinho. A caixa em forma de paralelepípedo, a duas cores, ostenta um selo numerado, também a duas cores, vermelho e branco, que garante a autenticidade do produto, dando-lhe um toque de exclusividade.



Relembro que a moagem é um dos passos essenciais e que faz a diferença entre um bom ou um mau café. 


Assim não poderia deixar de tentar trazer ao blog esta descoberta, tal como não poderia deixar passar a oportunidade de experimentar na primeira pessoa este moinho. E foi isso que fiz, depois de semanas sujeito a um uso intensivo partilho convosco as minhas impressões:


  Opinião:


Depois de já termos analisado moinhos alemães, americanos e japoneses, julgo que fomos absorvendo a pouco e pouco as características e necessidades que ditam (ou não) a qualidade de um bom moinho e tornam esta parte do ritual - a moagem - única. Este é mais um contributo para ajudar na escolha do moinho ideal.

Visitei alguns fóruns, reviews e o site da marca procurando saber o que distinguia este moinho dos outros. Se era apenas o design ou se na realidade havia algo de inovador nele. Resultado: fiquei com grandes expectativas.
 
O problema das expectativas é que quando estão muito altas nós tendemos a ser muito mais exigentes do que numa situação normal. Foi o que aconteceu com o Comandante C40! Mas mesmo assim este passou todas as provas com distinção. 

Adorei o moinho e tenho-o usado até à exaustão desde que o recebi, aproximadamente há um mês atrás.

Testei vários graus de moagens em diferentes métodos de fazer café (expresso, aeropress, cafeteira francesa e com a Hário V60). Em todos eles com resultados francamente positivos. Estou rendido aos seus atributos.

O moinho é composto por dois cilindros:



1) O segredo, desta incrível moagem, segundo percebi está na mó!

Uma "Nitro Blade"! Segundo a marca, é uma mó cuja produção obriga a uma complexa engenharia e uso de maquinaria especial para a "construir"!  O material é "High-nitrogen martensitic steel", para quem é mais curioso encontrei um livro que fala sobre isto aqui.


Ao que parece é um material difícil de se trabalhar, contudo depois de terminado é um material resistente ao desgaste e bastante eficiente. Se pensarmos na função da mó e na força constante sobre ela exercida, de facto, são características que devemos privilegiar.

Como utilizador final, e sem grandes conhecimentos de materiais e engenharia, o que pude observar é que o moinho apresenta um maior peso quando comparado com os 3 moinhos que tenho em casa, julgo que fruto de toda a estrutura, mó incluída. 


Contudo e ao contrário do que poderia julgar à partida quando estamos a moer o esforço necessário é francamente inferior ao exercido nos moinhos concorrentes! Parece-me que a ergonomia da máquina aliada ao material da mó faz metade do trabalho! O movimento circular não encontra tanto atrito quanto o que seria expectável.


Esta dinâmica traz à moagem movimentos fluídos, apesar de encontrar a resistência dos grãos esta é francamente atenuada.

Mas as particularidades e fluidez do processo de moer não se esgota no mecanismo e na mó. O corpo cilíndrico e uniforme propicia o manuseamento (agarrar) e consequente
imobilização do moinho sem grande esforço.

Noutros moinhos, as curvas muito acentuadas, por vezes, dificultam na imobilização do moinho durante a moagem. 

Uma vez que o corpo dos grãos de café são disformes é natural que os mesmos ofereçam resistência diferente ao longo processo de moagem, dai a necessidade de o moinho estar bem imobilizado na mão do utilizador.
Outra particularidade que apreciei é que este primeiro cilindro tem na sua base um "roda triangular" que permite nivelar o nível de moagem entre o mais fino e o mais grosso. Esses diferentes níveis de moagem são de facto muito eficientes!

A manivela encaixa no topo deste cilindro.
 







2) O segundo cilindro, a parte de baixo, é de vidro, a base do moinho.

No moinho que recebi tinha duas bases diferentes, um vidro transparente e outro escuro. Depreendo que o primeiro seja para a moagem quotidiana e de consumo imediato. E que o segundo, dispondo de uma tampa, julgo que é mais apropriado para a moer para uso futuro. Uma vez que o vidro é mais escuro resguarda o café moído da luz.


O interessante destas bases, espécie de frascos, é que podem receber os grãos e depois servem de transporte para a parte superior evitando que de outra forma os grãos possam cair no processo. Podem ver do que falo no vídeo que incluo neste post.

O grande senão deste moinho é o preço, mas na minha opinião vale cada cêntimo. A qualidade tem preço! 



   
a) Material e descrição

Lâminas: cónicas de High-nitrogen martensitic steel. Corpo: Carvalho e Aço inoxidável, Recipiente: Vidro. Manivela: Aço inoxidável, Acrílico e Carvalho



b) Conteúdo da caixa

A caixa traz um moinho (base de madeira, carvalho), e dois recipientes de vidro, um deles transparente e outro escuro com tampa. 

E por último a manivela.

Tamanho da caixa: 53.5 x 12.7 x 9 cm 
Papel reciclável.



c) Cores


Havendo algumas edições especiais.




d) Dimensões, peso e capacidade
 
Dimensões: 18 x 8 x 8 cms
Peso: 740 g








  e) Vídeo de apresentação do moinho


  
 
 

f) Onde podem ser adquiridos:

https://www.amazon.es/Envase-herm%C3%A9tico-inoxidable-Coffee-Gator/dp/B01GW3LSP4/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1477912000&sr=8-1&keywords=coffee%C2%B4gator
- Pode ser adquirido (em Portugal) no "Academia do Café"  
- Preço actual do Moinho manual de Café Comandante C40 : 246 € (Mar 2017)



g) Sobre a empresa

A Comandante é uma empresa alemã, com uma excelente reputação nos moinhos manuais de café entre os devotos e entusiastas do bom café.

This entry was posted in , , . Bookmark the permalink.

Leave a reply